Quem sou eu

Minha foto
Belo Horizonte, Sudeste, Brazil
Fernanda Rodrigues,enxadrista de BH, Minas Gerais.Tenho 16 anos. Bi Campeã Sulamericana 2009 e 2010, Campeã Panamericana Escolar,Tri-Campeã Bras.(Fenac),Hexa Campeã Brasileira Escolar,Campeã Mineira Feminina(2008)Campeã Mineira Sub 18,Campeã Sub 14 do Aberto Internacional de Xadrez - Festa da Uva - 2010,...

PANAMERICANO DA JUVENTUDE 2013

CAMPEONATO PANAMERICANO DA JUVENTUDE

terça-feira, 22 de julho de 2008

10 Passos para iniciar seu filho na vida esportiva

Criando Campeões
Foi em uma conversa com o Eduardo, pai do jogador de xadrez Igor Mota, bem no início da carreira da Fernada que me veio a idéia de escrever um artigo sobre pais de atleta e seus comportamentos. Era o primeiro campeonato que eu participava. A cidade: Igarapé. Ele me disse: "calma, é assim mesmo.. depois você acostuma." Já se passaram 5 anos dessa observação e muito de como eu era antes, ainda existe, porém, já observo muitas mudanças em meu comportamento desde que acompanho a Fernanda em seus mais de 50 torneios oficiais ocorridos no Brasil e no exterior. Eu e o Eduardo, sempre que encontravamos um pai nervoso, brincavamos, e para vê-lo relaxar diziamos: "calma, é assim mesmo...depois você acostuma!" Mencionávamos que estavamos escrevendo um livro sobre, como se deve comportar um pai, acompanhando seu filho(a) em um campeonato. É claro que estavamos brincando. Mas, depois de todo esse tempo, ainda continuei com essa idéia de escrever um artigo que esclarecesse o nosso comportamento e nos orientasse a melhorar o rendimento de nossos filhos durante uma competição. Outro dia eu estava no aeroporto de Confins, em Belo Horizonte,para receber a Fernanda em seu retorno do Panamericano na Argentina. Enquanto esperava a chegada do vôo pensei em dar-lhe um presente: um livro. Me dirigi até a Livraria e não tive dúvidas ao ver um livro cuja capa estampava uma foto do bicampeão mundial de ginástica Diego Hypólito, dei uma olhada rápida em seu indice e conclui: esse lhe seria muito proveitoso.Não errei, pois aprendi também sobre o meu papel de pai de atleta. Com base nesse livro, estou exibindo aqui, uma cópia dos 10 passos para conduzir seu filho ao esporte. No texto, introduzi parte da minha experiência como pai, e percebi que errei muito querendo ser algumas vezes pai em excesso, outras, o próprio técnico. Entretanto, sinto que ainda é possível consertar!
Reavalie e cresça junto com seu filho. A Bíblia diz: Os filhos são herança do Senhor. Cuide bem de sua herança!
PRIMEIRO PASSO: Motivação Prévia
Incentive seu filho a gostar de esportes. Para isso, assista com ele aos programa de esporte da TV, ou o leve aos jogos ao vivo, como campeonatos. A prática do esporte o ajudará a se tornar uma pessoa melhor, superar barreira. O bicampeão mundial de ginástica, Diego Hipólyto, em recente entrevista, atribuiu a prática de esporte a razão de sua superação das dificuldades financeira quando criança. Com a prática da ginástica, ele vislumbrava perspectiva de melhorar de vida... e alcançou! Como pais, devemos praticar esportes, pois isso servirá de estímulo aos nossos filhos. O conferencista e escritor Marilam Sales, me apresentou em seu livro "Eu quero... viver e vencer" o conceito mais simples de motivação que já vi. Segundo ele, motivação é "ter um motivo para ação". Assim, precisamos despertar nas crianças um motivo a mais para prática de esporte. SEGUNDO PASSO : Começando a praticar
Qualquer que seja a idade de seu filho, o primeiro passo efetivo é fornecer-lhe algum esporte para praticar. Para tanto use o que você puder. A quadra de esporte do bairro, a piscina do clube, academias, etc. Quando a Fernanda tinha um ano comecei a estimula-la com "quebra-cabeça". O desafio começou com jogos de oito peças, depois com doze e assim por diante. Descobrir o xadrez, acredito, foi um desafio que começou muito antes da primeira partida. TERCEIRO PASSO: Esporte é saúde
Conscientize-se de que o esporte não tem como fim principal uma medalha de ouro ou campeonato mundial. O esporte evita problemas de saúde, e pode ajudar seu filho a não se envolver com drogas e más companhias. O esporte também desenvolve a disciplina, o corpo e a mente do atleta. Além disso, e talvez o mais importante, ele prepara o atleta para as dificuldades da vida, ampliando sua capacidade de suportar as frustrações, e desenvolver um espírito de companheirismo e equipe.
QUARTO PASSO: Criança Gosta de Brincar
Seu filho deve começar a vida esportiva vendo-a como uma forma de diversão e brincadeira. Esporte é prazer: não deixe seu filho achar que é um "peso", obrigação, ou uma fonte de broncas, aborrecimentos e cobranças. O xadrez é mágico: é jogo, esporte e arte! Ele é conhecido como a ginástica do cérebro e pode ser praticado em paralelo a qualquer esporte.
QUINTO PASSO: Tudo tem sua hora
Não queira que ele já comece como um campeão. Muitos campeões desabrocharam mais tarde. Caso ele erre, incetive-o. Se seu filho for um talento, você lhe fornecerá clubes especializados e a melhor academia; se não for, mantê-lo nos esportes vai ajudar a desenvolver seu caráter para toda vida. Todo começo é dificil, é apenas o início de um processo; não o atropele. Quando conseguimos o primeiro patrocinador para a Fernanda, ele nos ajudava com metade do valor das aulas do Professor, que era pouco mais do que trinta reais. Lembre-se do provérbio chinês, "Uma grande caminhada começa com um passo" Hoje nos orgulhamos de poder proporcionar- lhe um bom treinamento, mas nada disso ocorreu no primeiro ano, tudo foi fruto de um trabalho feito a longo prazo e dos resultados conquistados.
SEXTO PASSO: Quem escolhe o esporte é seu filho
Quem deve escolher a modalidade não é você, mas seu filho. mesmo que você prefira que ele jogue futebol ou volei, respeite-o caso ele queira participar de outra modalidade. O Brasil está crescendo em diversas modalidades menos conhecidas. Talvez seu filho tenha nascido para elas, inclusive o xadrez. Ele escolhe o caminho que preferir. Torça!!!! Se eu fosse seguir o esporte que meu Pai praticava deveria ter sido jogador de futebol. Na minha infância pratiquei várias modalidades de esporte, mas foi na natação que tive meus melhores resultados, muita embora jogasse futebol quase todos os dias, como era comum na minha infância. Mesmo com a prática deliberada, não consegui ter sucesso com a bola.
Pergunte aos professores/técnicos qual seria melhor indicação de esporte para seu filho praticar. Às vezes, as características físicas e pessoais que contra-indicam um esporte vão recomendar outro em que seu filho vai se adaptar melhor. Um profissional de educação física está melhor preparado para reconhecer o talento.
Pergunte no clube ou escolinha se eles permitem uma ou duas aulas gratuitas para seu filho. É uma forma de começar a ver o que ele gosta. SÉTIMO PASSO: Participe!
Um dos maiores privilégios para um pai é participar da vida de um filho. Dinheiro, medalhas e patrimônio são úteis, mas a maior herança para ele são as lembranças do que vocês passaram juntos.
Não falamos ainda da parte financeira, do "pai-trocínio". Uma das funções do pai é dar apoio finaceiro, na medida de suas possibilidades. Se você tem dificuldades, a boa notícia é que cada vez mais as empresas e os governos estão dando apoio ao esporte. Hoje já conseguimos apoio da Secretaria de Estado de Esportes da Juventude (SEEJ). Porém, existem vários projetos do governo de Minas e de outros estados com o objetivo de incentivar e fomentar projetos que revelem atletas para disputarem campeonatos de alto rendimento. Mas isso não é tudo: Esporte é vida, e seu filho deve praticar, independente de resultado.
Tranquilize o seu coração e veja as alternativas: aulas gratuitas, atividades sociais, descontos nas mensalidades, e assim por diante. O mais importante não é o dinheiro: é o seu interesse pelo seu filho.
OITAVO PASSO: Incentivo, elogio e crítica
Elogie seu filho e mostre que você aprecia, mais que a vitória, o fato dele praticar esportes, seu esforço e sua determinação. Incentive-o não a vencer, mas a se aperfeiçoar. A vitória é consequência do treino, do aperfeiçoamento e de alguma sorte. Mostre a seu filho que você gosta dele, qualquer que seja o resultado. E... critique-o! Vez ou outra ele vai desanimar, enrolar, ficar com preguiça, querer desistir, ficar com medo e envergonhar-se por algum resultado ruim. Nesses momentos, ele vai precisar de sua voz firme, corajosa e amiga para fazer com que ele tenha coragem, que faça o que deve ser feito, que recomece, que treine mais e que não desista. Seu filho espera que você lhe dê alguma disciplina. Desde que sem exagero ou ofensa; um aperto ou bronca pode ser muito bom.
NONO PASSO: Pais em excesso/pais em falta
Pais em excesso - excesso de pressão não é bom para o seu futuro atleta. Você pode acompanhá-lo em alguns treinos,mas não é bom que vá em todos. Um filho pode sentir-se pressionado pela presença constante do pai nos treinos. Vá as competições e lhe dê apoio, mas cuidado para não cobrar resultados expressivos. Seu filho não vai ter você ao lado dele para sempre: é preciso deixá-lo treinar a importancia de se virar sozinho. Seu atleta precisa de espaço para amadurecer. E lembre-se: para amadurecer a pessoa precisa errar. O erro é parte do processo do aprendizado.Pais em excesso não admitem erros; pais na medida certa apoiam os filhos e fazem com que eles cresçam e amadureçam com a experiência da derrota, do erro, do insucesso. Caminhar envolve errar. Só erra quem faz.
Pais em falta - Todo filho gosta e precisa da aprovação dos pais. Tão improdutivo quanto pressionar seu filho, é esquecê-lo. Seu filho precisa que você esteja presente pelo menos de vez em quanto. Por mais dificuldades, tarefas ou obrigações que você tenha, esteja presente nas competições ou momentos mais importantes. Apareça em algum treino. A atenção dispensada será a que ficará marcada na memória dele. Afinal, como queremos ser lembrados???
DÉCIMO PASSO: Dando atenção
É importante está atento ao que o seu filho pensa, sente, fala, faz, ao seu desenvolvimento e ao seu comportamento. Converse, pergunte, e preste atenção ao que seu filho diz e faz.

Obs. Baseado na obra "Criando Campeões", de William Douglas e Renato Araújo

Continua.... Pais e professores, atores importantes.

Postado por:

Waldeci G.Rodrigues

Um comentário:

Giovanni disse...

Nuooo Parabéns pelo blog Bill e Família.
Muito Instrurivo, cheio de dicas super legais e com bons incentivos para quem estiver iniciando agora no esporte, e ateh para que aqueles que ja estão no meio do caminhos e não ascensaram ainda, nao desistam dos seus sonhos, como esse post do dia 22/07 mesmo!

Além tbm das fotos, sendo um bom espaço para compartilhamento dps bons momentos vividos pela Fernanda em campeonatos, estando sempre com sua família tbm!

Eu como ex-vizinho tenho visto há um bom tempo seu crescimento, reportagens sempre na TV, conquistas ao chegar das viagens, e fico mto feliz e que a Fernanda cresça cada vez mais primeiramente nos caminhos do Senhor, e consequentemente sendo abençoada no xadrez, pois "Mas, buscai primeiro o reino de Deus, e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas." Mateus 6:33

Que o Senhor continue te abençoando Nandinha!
Giovanni e tenho certeza que são os desejos de todos nós aqui de casa!
Abração!
Paz!
T++!
o/

Ocorreu um erro neste gadget

CAMPEONATO BRASILEIRO FEMININO

EQUIPE DO SESI - FIEMG -MG - BRAS. ESCOLAR 2010

Equipe do SESI

Equipe do SESI
Campeonato Brasileiro Escolar 2010

PRÉ - OLÍMPICO 2010

Pense Nisso:


"Confia no Senhor de todo teu coração e não te estribes no teu próprio entendimento.Reconhece-o em todos os teus caminhos,e Ele endireitará as tuas veredas," Pv. 3 :4-5

Visitas

Panamericano 2010

Panamericano 2010
RESULTADOS

Pesquisa sobre Xadrez

Classificação das Aberturas - Professor Internacional Júlio Lapertosa

Defesa Alekhine - Porfessor Internacional Júlio Lapertosa

Chess Live Video -- Byrne(GM) vs. Fischer(GM)

Torneio Internacional- Festa da Uva 2010

CAMPEONATO BRASILEIRO - FENAC 2010

Campeonato Mineiro da Juventude Pensado 2010

IRT ACADEMIA DE NOVA RESENDE - SLIDES

Postagens populares